sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

O ultimo acordar

Soou estranho olhar ao lado da cama, e não te ver ali, porém com a certeza de que as 18:00h, você estará chegando do trabalho. Mais estranho ainda é saber, que será a ultima vez, nas próximas semanas que chegarei em casa, e me depararei com você, quietinho, ouvindo música, deitado no sofá, para dois.

Estranho foi, ver o pacote de Cookies aberto, jogado no sofá, vazio, como já me sinto, como está minha alma, sem os seus carinhos e beijos seus.

O pote de cigarros estará lá, os livros na estante também, seus filmes, seus medos, suas roupas, ficarão, só você irá, irá pra longe, levará o meu amor, minha alma, meu coração, meu pulmão, meus rins, levará minha vida, que agora é sua, e corpo sem alma, é a mesma coisa que mel sem aveia, não combina, não da liga; o que adianta, meu corpo estar aqui, e minha alma, perdida, por cantos sombrios, procurando seu amor, procurando algo que estanque a dor que se sente, procurando uma maneira, de deitar e deixar-se dormir.

Ela sabe que é o melhor que se pode fazer, ela sabe que antes de tudo precisa resolver os seus problemas, que precisa deixar-te ir, pro seio de sua família, dos que te amam; sabe que terá que esperar, por noites frias e dias quentes, na companhia apenas das suas xícaras, dos seus livros e das palavras cruzadas, que serão meus companheiros nas noites que se seguirão sem o seu abraço que me protege, sem as suas mãos que me levam, sem seu olhar que me guia.

Espero que o tempo passe,
espero que a semana acabe,
pra que eu possa te ver de novo!
Espero que o tempo voe,
para que você retorne;
Pra que eu possa te abraçar,
e te beijar,
de novo.

(N - Nando Reis)

http://www.youtube.com/watch?v=HtmLX4Qp4jI

Um comentário:

  1. Nando Reis amo tbm...ele escreve tudo aquilo q preciso ler.

    ResponderExcluir